Doom e seus 20 anos de sucesso

O clássico Doom fez hoje, dia 10 de dezembro, seus 20 anos e nós não deixaríamos de fazer uma homenagem.

Por Adriano Ribeiro em 10 de dezembro de 2013

Hoje (dia 10) o grande Doom fez seus grandes 20 anos desde que foi lançado, uma trajetória marcada pelo o extermínio de criaturas alienígenas e infernais.

doom_00340461

Desenvolvido pela a id Software e lançado no dia 10 dezembro de 1993, Doom dava as caras para todo o mundo em um shooter de primeira pessoa que inovou e inspirou diversos outros títulos.

Apesar da história do título não está tão explícita, o game traz o enredo de uma forma simples e direta através de seu manual. Nele era dito que você iria assumir um dos caras mais “barra-pesada” da Terra que foi forçado a trabalhar para o complexo militar chamado de UAC (Union Aerospace Corporation), onde estava sendo feito experiências secretas entre as luas de Marte, as chamadas: Phobos e Deimos.

Durante essas experiências ocorre uma falha de segurança no sistema de teleporte, onde as criaturas demoníacas de Marte usam do teleporte para invadir o complexo militar, o que faz a UAC mandar uma equipe para investigar o ocorrido em Phobos, como já era previsível, somente uma pessoa sobrevive a investigação, o “Doomguy”, então você possuí a tarefa de sair vivo do local.

Pelo o que aparenta, Doom não foi lançado com a ideia de trazer uma história tão refinada, mas sim, uma forma diferente de matar criaturas infernais e colocar nas mãos do jogador, um personagem que seria “um dos mais durões da Terra, endurecido em combate e treinado para a ação”, isso segundo o manual do próprio game.

Em uma época onde Pac-Man e Super Mario Bros tinha grande predominância, John Romero e John Carmack estava produzindo o grande Doom, com a ideia de um jogo em que os jogadores pudesse matar demônios a vontade.

legacy_romero2

Doom não foi o primeiro FPS da história, mas foi um dos jogos do gênero que tinha o maior número de jogadores. Não sendo novidade em quesito de multiplayer, o modo de multi-jogadores foi uma ideia final, onde foi começar a ser produzido cerca de dois meses antes de seu lançamento.

Um fato curioso é que Tom Hall mostrou para a equipe de desenvolvimento uma chamada “Bíblia do Doom”, onde envolvia uma história bem complexa por trás dos acontecimentos do game, mas ela foi rejeitada por John Carmack, onde dizia que “a história de um jogo é tão importante quanto a história de um filme porno”

Apesar de outros jogos ter multiplayer, Doom tinha um diferencial em quesito de jogar em grupo, o título conseguiu mover um grande número de jogadores para montar LAN party e passar o dia todo jogando com os seus amigos, o que ficou na memória de muitos.

Posteriormente vários outros títulos foram lançados inspirados em Doom, podemos destacar o grande Quake, que também foi produzido por John Romero. A massa de jogos que tiveram inspiração na mecânica de jogo de Doom e Quake só veio em após 1997, quando o código de Quake foi aberto para o público.

Mancubus-Doom-Art-Tribute-1

A Game Art HQ fez uma bela homenagem aos 20 anos do título. Com um show de imagens, a galeria se encontra com diversas artes do título confira em seu site. A imagem acima é uma delas.

É bem difícil descrever a importância de Doom para a indústria dos games, principalmente dos shooters. Fizemos esse resumo em homenagem aos 20 anos do grande clássico dos FSP. Diga-nos como foi a sua experiência de jogo com o título nos comentários abaixo, ficaremos gratos em recebê-la.

Via: Polygon e Game Art HQ

Comentários