Nintendo admite fracasso do Wii U e tem prejuízo de US$ 240 milhões

O fracasso se dá por conta dos cortes nas metas de vendas de seus consoles.

Por Adriano Ribeiro em 17 de janeiro de 2014

Sabemos que a situação não está muita boa para o lado da Nintendo, a casa do Mario teve cortes drásticos nas metas de vendas de seus consoles o que resulta em um prejuízo de US$ 240 milhões, o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, admite que a culpa foi dele e pede desculpa para os acionistas, além de afirmar que continuará no cargo de presidente.

iwata-grim

Com uma expectativa de vender 9 milhões de unidades do seu console de mesa Wii U até o final deste ano fiscal, Iwata anunciou hoje que a nova meta é de 2.8 milhões de unidades. A situação não está tão alarmante para o portátil da empresa, mas o Nintendo 3DS também teve corte na meta de venda que passa de 18 milhões de unidades para 13.5 milhões de unidades. Os jogos para o portátil também tiveram corte, que passa de 80 milhões de unidades para 66 milhões.

Segundo Yusuke Tsunoda, um dos analistas da Tokai Tokyo Securities essa é uma das piores revisões, pois será o terceiro ano consecutivo que a empresa teve prejuízo operacional, resultado de um sério problema de gestão.

Dando uma visão geral sobre as novas estratégias da empresa, Iwata disse do interesse da empresa no mercado de tablets e smartphones, pois segundo o presidente a Nintendo precisa expandir para esse “novo” modelos de negócio de hardware, “é um problema estrutural”, conclui Iwata.

iwata-miyamoto-luigi-mansion

Mesmo que Nintendo expanda seu negócio para o mercado de tablets e smartphones, provavelmente eles não irão levar grandes títulos como Mario e Zelda, o que ocasiona em um menor lucro. Por outro lado, caso a Nintendo aposte muitas fichas nesse mercado ela poderá lançar seus títulos de peso, o que resulta em perda de exclusividade para as suas plataformas.

A pouco tempo também foi noticiado que a empresa perdeu o processo com a Tomita e terá que pagar uma taxa para cada 3DS vendido, cerca de $4.45. A respeito das metas que a Nintendo teve sobre seus consoles, podemos ser sinceros que a empresa já estava em má situação por dois anos consecutivos, então isso não justifica tais metas nas vendas de seus consoles, já que em 2013 seria lançado o Xbox One e PS4, resultando e menores vendas.

Via: Eurogamer.pt e Estadão

Comentários