Conheça Cyberpunk 2077

O estilo punk vem com estilo e ousadia.

Por Anderson Araújo em 27 de janeiro de 2014

Desenvolvido pela excelente CD Projekt RED, mesma produtora da série The Witcher. Cyberpunk 2077 trará o RPG de mesa de nome semelhante ao criado nos anos 80 no mundo dos games. É bom ficar ligado que o jogo parece valer a pena.

Cyberpunk02_GameNexus

Utilizando o novo motor da produtora, o REDengine 3, mesmo utilizado na produção de The Witcher 3. Temos a proposta de gráficos bastantes realísticos, violência e uma história madura. A nova engine possibilita um RPG em mundo aberto, não linear, algo nunca visto em jogo algum, levando os RPGs a um novo nível, segundo Adam Badowski, chefe do grupo.

“Se você notar os RPGs atualmente, encontramos duas abordagens, uma enfatiza a história, mas limita o mundo do jogo, e outra cria um vasto mapa aberto, mas simplifica a história”, afirma Badowski.

The Witcher 3: Wild Hunter com 36 finais diferentes

Cyberpunk se passa no mundo todo, mas maior parte do tempo estaremos em Night City, sendo maior, mais perversa e estranha que a versão apresentada no primeiro jogo lançado em 1990. Com vários confrontos acontecendo entre gangues rivais e revoltas ocorrendo pela cidade, a polícia decide criar a Psycho Unit, agentes especializados em conter esses grupos e novos recrutas estão sendo treinados.

Cyberpunk03_GameNexus

Sem muitos outros detalhes, sabemos também que será repleto de escolhas e ações que influenciarão no decorrer dos eventos. A liberdade de personalização do protagonista, com a liberdade de alterar estatísticas, equipamentos e implantes cibernéticos será algo possível no jogo.

Recentemente Marcin Iwinski, co-fundador da CD Projekt, em uma entrevista a IGN, mencionou sobre o gameplay do jogo, já que teremos armas de fogo, o que quase sempre acaba resultando em um shooter, perdendo a proposta RPG, adicionando também que o jogo terá multiplayer.

“As pessoas me perguntam se Cyberpunk 2077 terá multiplayer e se ele vai ser apenas um jogo de tiros, ou simplesmente uma aventura. Digo que podem se acalmar, o jogo será um verdadeiro RPG. Somos conhecidos pelas nossas histórias e imensos mundos nos jogos, por isso vamos utilizar tudo o que aprendemos com os três jogos anteriores da série The Witcher, bem como os aspectos de mundo aberto do terceiro capítulo, e aplicá-los em Cyberpunk 2077.”, diz Iwinski.

“Por isso, sim, Cyberpunk 2077 é um RPG para todos os efeitos, mas também estamos focados em adicionar uma série de novos elementos para o jogo, mas dos quais ainda não posso adiantar nada. Uma coisa que eu posso dizer de certeza é que o jogo não é um shooter multiplayer”, concluiu.

Cyberpunk_GameNexus

Concluindo com o que podemos aguardar de Cyberpunk, Sebastian Stepien, diretor criativo do projeto, falou:

“Temos muitos jogos “cyber” por ai, mas não temos muito de “punk” neles. Nós esperamos colocar mais punk no nosso. Nós esperamos criar um mundo escuro e sem esperança, não procuramos fazer um Blade Runner. Será cheio de rock and roll”, diz Stepien.

“Será mais como uma abordagem ao estilo Tarantino”, ele completa.

Depois de uma rápida olhada de como será o jogo, resta apenas confira o trailer.

Ainda sem data de lançamento anunciada e em quais plataformas estará disponível, a CD Projeckt RED diz que não esperem pelo jogo antes de 2015.

Veja o portfólio do jogo, com conceitos de arte e imagens da captação de movimentos dos personagens.

Já na lista de desejos de jogadores no mundo todo, Cyberpunk bem com uma ótima proposta em um cenário até então pouco explorado na indústria. Espero que o título venha para reestruturar e reinventar o gênero RPG, que particularmente decaiu bastante nos últimos anos, e já apostando que The Witcher 3: The Wild Hunter.

Fonte: IGN

Comentários