Como a Nintendo saiu do Brasil se ela nunca esteve?

A falta de investimentos em títulos localizados e a ausência do console a preço acessível justifica perda de popularidade da empresa no Brasil.

Por Adriano Ribeiro em 17 de janeiro de 2015

Reggie-Fils-Aime-1024x681

Indo na contramão da concorrência, a Nintendo anunciou sua retirada oficial do mercado brasileiro, deixando de lançar produtos oficiais culpando os altos impostos do Brasil. Mas como uma empresa pode sair de um mercado se ela nunca esteve presente?

Levar ao consumidor produtos dito “localizados” com o selo da empresa trazidos por uma outra terceirizada não é estar presente no mercado. Apesar de estar se recuperando de uma baixa no ano fiscal (isso em 2013), a Nintendo já demonstrou a falta de interesse no mercado brasileiro desde sua ausência na Brasil Game Show 2014. Ficar de fora da maior feira de games do Brasil e da América Latina não é uma atitude que se mostra fiel ao consumidor brasileiro. Ficar longe do quarto maior mercado de games do mundo foi um dos primeiros indícios explícitos pela falta de interesse da produtora no Brasil.

Sabemos que os impostos e o alto custo de instalação de uma fábrica própria para os consoles da Nintendo é questão de negócios, caso a empresa esteja tendo baixas e decida recuar no investimento de hardware é aceitável, visto que ainda temos caminhos alternativos para adquirir seus consoles. Porém é na questão de jogos, na localização de seus títulos e na e-Shop brasileira que a Nintendo fica atrás de seus concorrentes.

Visto os investimentos da Sony e Microsoft no Brasil, não dá para a Nintendo ter bons números de vendas somente com consoles e jogos com preços acima da média. A localização de títulos com legendas em português se faz um trabalho fundamental para conquistar o público. Grandes títulos de destaque como Mario Kart 8, Ocarina of Time e o futuro Majora’s Mask são peças fundamentais para adquirir a popularidade da Nintendo no Brasil. Enquanto a Big N realmente não se instalar no Brasil como fizeram suas concorrentes, ela não terá grandes retornos.

Comentários