Hideo Kojima, criador de Metal Gear, deixa Konami após 29 anos

Trabalhando quase 3 décadas na companhia, o produtor teve sua saída confirmada por fonte anônima que apontou sua retirada no início de outubro.

Por Adriano Ribeiro em 19 de outubro de 2015

Hideo Kojima

Anunciado pelo The New Yorker na noite desta segunda-feira (19), após 29 anos trabalhando na Konami, Hideo Kojima deixou a companhia em 9 de outubro. Segundo o site, sua despedida foi marcada por cerimônia de despedida com centenas de convidados que, apesar de não contar com o presidente da Konami, Hideki Hayakawa, ou o CEO, Sadaaki Kaneyoshi, foi marcada pela presença de diversos colegas de trabalho.

O relacionamento complicado entre o produtor e a companhia teve início em março, quando a Konami efetuou reestruturação corporativa alterando seu foco de desenvolvimento, deixando Kojima de fora da lista dos diretores.

Um dos possíveis motivos pela sua saída seria conflitos de interesse por ambas as partes, além do alto custo de produção do Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, este que foi estimado em quase 80 milhões de dólares. O New Yorker também mencionou que por cláusula de contrato, Kojima está impossibilitado de entrar em algum estúdio ou produtora de jogos até o final de dezembro de 2015.

Ingressando em 1986 como designer na Konami, em 1987 Kojima veio a produzir o primeiro game da franquia Metal Gear, para MSX2. Agora, após quase 30 anos de trabalho na companhia, o Game Designer finalmente finalizou o que ele chama a “Saga Metal Gear”, lançando Metal Gear Solid V: The Phantom Pain para Xbox One, Xbox 360, PlayStation 4, PlayStation 3 e PC.

Comentários